O atual campeão brasileiro de balonismo, Luis Silvestre, já levou o título quatro vezes e diz que um dos segredos para o sucesso do balonista competidor é o foco. Outro ponto essencial na preparação é conhecer o local onde fará a disputa. “Sentir o relevo e a variação do vento próximo ao solo de onde será o voo é muito importante”, afirma.

Luis é um dos 20 pilotos que participam, a partir desta segunda-feira (22), da 32ª edição do Campeonato Brasileiro de Balonismo, em Araçoiaba da Serra, na Região Metropolitana de Sorocaba.

O piloto, que é de São Paulo, começou sua preparação para o campeonato há três semanas com o reconhecimento da região. Na última quarta-feira ele iniciou treinos diários em Araçoiaba da Serra, com voos sempre pela manhã. “A tarde nós reservamos para fazer o reconhecimento do alvo e do ponto de decolagem”, explica.

As características do balão também devem ser específicas para a competição, conforme o balonista. A aeronave deve ser menor do que as usadas para passeios de lazer, por exemplo, para ganhar mais velocidade na subida. “O meu balão, por exemplo, é projetado especificamente para o meu peso e para o peso do meu equipamento”, cita Luis.

Os pilotos da competição contam também com uma equipe de apoio que fica nos alvos para dar as orientações. Silvestre, que trabalha há com balões há quase 20 anos e já soma 720 horas de voos, tem três auxiliares. O objetivo é levar para casa mais um título e conseguir mais uma vez a credencial para o mundial de balonismo.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Comentários

comentários