O 1º Festival de Balonismo de Mata encantou o público que participou das atividades entre estes sábado e domingo, no município da Região Central. Conforme o organizador do evento, Damian Brauner, foram 17 voos. A organização trouxe cinco balões, onde foram realizados, também, os voos panorâmicos sobre a cidade. Um dos destaques da programação foi o night glow, espetáculo realizado na noite de sábado, no campo de futebol do Grêmio Recreativo Esportivo Matense, no centro de Mata. A organização não divulgou a estimativa de público. Na terça-feira, Brauner divulgará as datas de outros eventos.

O próximo festival na região deverá ser em Capão do Cipó, em princípio, em outubro. O evento ainda está negociação. Santiago poderá a ser a sede de outro festival, e, em Agudo, Brauner protocolou um pedido para realizar a festa do balonismo.

Quanto a Santa Maria, ele explica que o festival não foi autorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pelo fato de a cidade sediar a Ala 4 (antiga Base Aérea). Ele diz que o fim do festival que existia no município não tem a ver com a decisão da atual administração municipal, que, ao assumir, anunciou que não investiria mais no evento, que foi criado durante a gestão de Cezar Schirmer (PMDB). O prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) anunciou, ainda em campanha, que não daria recursos para o balonismo devido a outras prioridades.

A prefeitura de Mata entrou com R$ 15 mil, obtidos por meio de patrocínio, segundo o o secretário municipal de Cultura, Turismo e Paleontologia, Jeferson Saurin, com o objetivo de divulgar o potencial turístico da cidade.

Fonte: Diário de Santa Maria

Comentários

comentários