Pilotos torrenses marcam presença no 31º Campeonato Brasileiro de Balonismo

0
27

De 5 a 10 de junho foi realizado no município e Casa Branca (SP) o 31º Campeonato Brasileiro de Balonismo, a prova máxima a nível nacional da modalidade que serve de classificação para o Campeonato Mundial de 2020, e foram 7 as equipes de pilotos inscritos na Federação Gaúcha de Balonismo.

Após as 26 provas/tarefas realizadas, se sagrou campeão o piloto Luis Silvestre que alcançou assim seu 4º titulo (tetracampeão), com Fabio Passos (pentacampeão brasileiro e bicampeão em Torres) no segundo lugar e Ronaldo Morales (campeão em 2017 e bicampeão brasileiro) em 3º; o octacampeão de Torres, Sacha Haim (tricampeão brasileiro) voltou à competição depois de uma longa ausência, terminando em 6º lugar .

O 31º Campeonato Brasileiro de Balonismo foi realizado em Casa Branca / SP pela Confederação Brasileira de Balonismo, com apoio da CAB, Confederação de Aerodesporto Brasileiro, da FAI – World Air Sports Federation e da Prefeitura de Casa Branca, com o patrocínio da Agrossol do Comandante Binho Araújo.

Forte participação gaúcha

Os pilotos da Federação Gaúcha, mesmo com reduzida experiência de competição de alto nível (provas complexas compostas por uma longa sequência de tarefas) e com as dificuldades intrínsecas à distância do local do evento, acompanharam os restantes competidores e até se distinguiram em muitas provas, obtendo excelentes marcas individuais.O melhor classificado foi o torrense Murilo Hoffmann, que ficou na 13º posição geral com o balão patrocinado pela Monte Bello. Murilo cresceu durante a competição e acabou ficando sempre mais presente no topo das classificações das provas e na geral, chegando a ganhar no 2º dia da competição a difícil prova de Mínima Distancia com Dupla Marcação, com pontuação por logger (registro GPS).

Outro jovem piloto torrense, João Vitor Justo conhecido como João do Balão (patrocinado pela Nossa Casa Imóveis), teve um começo de campeonato ótimo, ficando vários dias nos lugares de topo da tabela, e terminou num excelente 16º lugar, a frente de muitos pilotos com bem mais experiência em competição da modalidade. Já o jovem piloto catarinense Murilo Gonçalves – filiado na Federação Gaúcha, ganhador do mais recente festival de Torres – manteve um desempenho mais que regular (20º na geral), superando as limitações impostas pelo formato do balão usado, patrocinado pela Rede Furnas, em relação a balões de competição, de forma alongada, usados pela maioria dos competidores.

Relevante também a classificação da jovem piloto torrense Laís Pinho, com balão da Pinho Construtora, que terminou em 23º na classificação e no 2º lugar do pódio feminino da competição, com algumas excelentes marcas em alvos no terreno e com um 2º lugar na complexa prova 3D “Donut”, que consiste em alcançar em voo a máxima distancia entre dois pontos numa área em formato de Rosca, relevada por logger (registro GPS). Os pilotos Maurício Ferreira (19º) e Cristiano Almudim (20º) de São Paulo, e o florianopolitano Rafael da Luz (20º), também participaram do campeonato sendo inscritos pela Federação Gaúcha, completando assim a forte presença do Rio Grande do Sul na competição deste ano.

A Federação esteve também presente na organização do evento, com o piloto PC Farias como Diretor Geral do Evento, com Lasier França (Blog Balonismo), Carla Patrícia Horn e Tommaso Mottironi na parte técnica (medição) e na competição, mas como equipe, com vários pilotos de Torres: Reni Pinho, Ricardo Lima, Graco Mengue.

Comentários

comentários