Festival em setembro marcará o início das atividades do Centro Nacional de Balonismo em Iperó

0
2598

Com uma área de mais de 61mil m², o entorno da antiga Oficina de Solda de Trilhos dará ares a uma atividade que visa tornar Iperó uma referência turística nacional na prática do balonismo. O festival marcado para 4 de setembro dará inicio as atividades que serão realizadas no local.

O Centro Nacional de Balonismo receberá o nome do primeiro balonista brasileiro Antonio Carlos Marques – Caco. A saída de 50 balões está programada para o dia do evento. Os vôos ocorreram no período da manhã e da tarde.

Balões com as formas da Galinha Pintadinha, Cristo Redentor e a Nave da Xuxa também sairão no dia. No evento também será realizada uma oficina de pipa através da Associação Brasileira de Pipa, além da presença de bandas locais, que o organizador informa que poderão entrar em contato para participar. Os vôos, segundo Johnny do Balão, deverão ser agendados com antecedência pelo telefone: (11) 9 83829-9996. Toda população poderá acompanhar o evento e se aproximar dos balões, segundo Johnny nenhum cercado será colocado no local. A expectativa é de receber aproximadamente três mil pessoas.

Preparação da área

As negociações que foram iniciadas em 2013 com a ALL (América Latina Logística) concederam por tempo indeterminado a posse da área ao município. Segundo a Administração, a ideia desde o princípio foi fazer do espaço um local de desenvolvimento de atividades culturais. O prédio, porém, não foi cedido e será reestruturado em uma parceria entre a Prefeitura e a Rumo/ALL.

Festival em setembro marcará o início das atividades do Centro Nacional de Balonismo em Iperó 02

Segundo a Prefeitura, a limpeza do local é de responsabilidade do Executivo, mas as adequações que serão realizadas no local são de responsabilidade da empresa vencedora da licitação.  O proprietário da empresa Johnny informa que a área já vem recebendo os devidos ajustes.

O Prefeito Vanderlei Polizelli comentou durante entrevista ao vivo à Folha de Iperó, em junho, suas expectativas sobre o Centro Nacional. “Nós imaginamos que o turismo na cidade seja implementando de uma forma maior e que assim atraia muitos turistas, assim como temos na cidade vizinha em Boituva os turistas que lá se hospedam. Isso tudo atrelado a Floresta Nacional do Ipanema. A pessoa sai do local e pode ir fazer uma trilha. Na verdade, não é simplesmente um passeio. A ideia é que seja um centro nacional, que seja referência, traga riqueza para cidade e que seja ligado ao turismo”, explica.

Comércio

Segundo a Prefeitura, na área poderá haver sublocação e a cessão externa para terceiros. Como no caso de comércios. Johnny informa que não há intenção no primeiro momento de sublocar o local. A Prefeitura ressaltou através de nota que o espaço também poderá ser utilizado para realizar atividades através das entidades do município, como Fundo Social, a Apae, o Ceconti e as associações de bairro.

Projeto social

500 horas anuais serão destinadas a atividades culturais, educacionais, turísticas e/ou recreativas ofertadas aos alunos da rede pública, idosos que integram os programas assistenciais e demais munícipes indicados pelas secretarias de Meio Rural, Ambiente e Turismo e Educação, Cultura e Esportes.

Festival em setembro marcará o início das atividades do Centro Nacional de Balonismo em Iperó

A Prefeitura informou também através de nota que a fiscalização das atividades desenvolvidas no local seguirá as normas e posturas municipais. Informações também podem ser encontradas na página do Centro Nacional de Balonismo (https://www.facebook.com/centronacionaldebalonismo/?fref=ts).

Texto e Fotos: Gabriela Salazar / Folha de Iperó

Comentários

comentários