Blog Balonismo segue tendência mundial de cobrança em sites de notícias

0
77

O acesso online às reportagens produzidas pelos principais jornais do mundo está passando por uma revolução – mas só os leitores mais assíduos vão percebê-la. Em 2018, após anos de experimentos com diferentes modelos, publicações estrangeiras e nacionais – e o Blog Balonismo a partir deste sábado, 1º de setembro – estão adotando um sistema de cobrança pelo conteúdo digital no qual o volume de leitura define se há ou não pagamento.

A estratégia escolhida pelo Blog Balonismo foi lançada pelo britânico Financial Times e popularizada pelo norte-americano The New York Times, referências do jornalismo internacional que criaram uma solução intermediária para a decisão entre cobrar por tudo (e perder parte da audiência e dos anunciantes) ou oferecer o conteúdo de graça (e ficar sem receita suficiente para produzir informação de alta qualidade). No chamado modelo poroso, que está sendo implantado por centenas de jornais e sites, dezenas deles do Brasil, permite-se o acesso gratuito a um determinado número de artigos ao longo do mês – de 10 a 30, em geral. O leitor que faz uso constante do site e ultrapassa esse limite é convidado a optar por uma assinatura que lhe permite acesso irrestrito.

– Jornalismo de qualidade, praticado com independência e profissionalismo, é resultado de investimento e precisa ser devidamente remunerado. As pessoas que valorizam o bom jornalismo estão pagando por isso, avalia o diretor executivo da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Ricardo Pedreira.

Leitor se identifica com produção global

Os Estados Unidos é o país onde o processo avançou mais, tendo como marco a implantação pelo The New York Times. Com a estratégia, o diário amealhou mais de 400 mil assinantes digitais.

– Houve previsões de que teríamos uma grande queda nos acessos, mas isso não ocorreu. Após o lançamento do modelo, a perda foi mínima – afirma Eileen Murphy, porta-voz do jornal.

Um dos gurus da área, Clay Shirky, professor da New York University, observa que, à medida que cobram da parcela mais fiel de seus leitores, os sites passarão por um fenômeno interessante: vão se tornar mais comprometidos com quem não é um mero visitante ocasional, mas um parceiro engajado:

– Cobrar dos leitores frequentes não significa cobrar por conteúdo, e sim por serviço. A opção estará relacionada à identificação do leitor com uma produção global, e não com um conteúdo.

Tire suas dúvidas

O site do Blog Balonismo ficará aberto apenas para assinantes?

Não. O Blog Balonismo terá conteúdos gratuitos e também para assinantes.

Como vai funcionar?

Quando uma matéria do Blog for limitada a assinantes, ele encontrará na mesma tela o preço e as condições para fazer sua nova assinatura. Se ela for livre, poderá ler normalmente.

Quanto custam as assinaturas?

A assinatura digital custa R$ 14,99/mês.

Comentários

comentários