A Argentina está de volta. Na verdade, até não sei se algum piloto do país hermano já participou de algum mundial. Mas ao certo que, diferentemente do futebol, o país vizinho não tem muita tradição no balonismo a nível mundial.
Em 2006 aconteceu o primeiro e único campeonato sul americano de balonismo, em Rio Claro, terra do mundial aqui no Brasil. Lá estavam sete pilotos argentinos participando: Norberto Barroza, Javier Barroza, Ricardo Alvarez, Gabriel Mazini, Adrian Barozza, Silvia Sorensen e Carlos Hermann. Nenhum deles ficou entre os dez primeiros colocados.
Mas esse resultado não pode servir de parâmetro. Do sul americano até os dias atuais já se passaram oito anos, e muita coisa pode ter mudado. Confesso que não tenho muitas informações do esporte na Argentina, mas pelo que me foi passado, não existe formação de pilotos e há poucos eventos lá.
Os pilotos argentinos participam muito do festival de balonismo em Torres, e a cada ano é possível perceber a melhora neles. Pelo menos no evento gaúcho.
No 21º campeonato mundial de balonismo, que vai acontecer em julho no Brasil, Javier Barozza e Ricardo Alvarez serão os representantes do país. E também haverá uma terceira representante: a querida Silvia Sorensen, que participará da equipe técnica do evento.

Bons Ventos!!!

Comentários

comentários