Aeroagrícola apoia campeonato de balonismo e programa festival

0
33

A empresa Agrossol Aero Agricola, de Casa Branca/SP, e a Confederação Brasileira de Balonismo alinhavaram nessa semana a realização de um Festival de Balonismo para 2019, a partir da sede da empresa aeroagrícola. O acordo foi resultado do sucesso da realização do 31º Campeonato Brasileiro da modalidade, ocorrido no início do mês, com patrocínio da Agrossol, no aeroporto da cidade. Foram seis dias de competições, de 4 a 10 de junho, com a participação de 30 equipes de diversos Estados e um público de 30 mil pessoas.

“Faríamos tudo de novo já amanhã”, resume o diretor da Agrossol, Arnaud Rubens Rodrigues de Araújo (Binho Araújo) revelando a empolgação pelo sucesso da empreitada. Ele destaca que, além da promoção da empresa através do incentivo ao esporte, o evento foi importante para a imagem da aviação agrícola. “Alojamos a equipe de técnica em nosso hangar, eles usaram o nosso auditório para os briefings diários às 5h30, fornecemos café e boa parte da logística. Só que não paramos a empresa: todos aprenderam como são as operações aeroagrícolas”.

ATRAÇÕES

Além das decolagens diurnas no aeroporto da cidade, a programação teve dois dias (8 e 9) com apresentações noturnas (night glow), onde balões ficam iluminados no chão. E um dia de acrobacias aéreas, por conta de Binho (equipe Cap10c) e os pilotos Márcio Oliveira, de Americana (Sukhoi); Wilson Brasil, de Valinhos (Pitts Special); Guilherme Censoni, de São João da Boa Vista (Laser); Balila Anunciação, de Poços de Caldas (Pitts Special); Douglas Lourenço, de Assis (RV7), e Bolafly, também de Casa Branca (Cap10c).

Uma curiosidade: conhecida como a Capital da Jabuticaba, Casa Branca foi também berço do Brasileiro de Balonismo, que havia 30 anos não voltava à cidade. Outro detalhe interessante é que o campeonato na Agrossol marcou o primeiro voo do balão no formato do Bidu, personagem dos quadrinhos da Turma da Mônica, de Maurício de Sousa. E o próprio autor ligou para Binho para agradecer pelo apoio ao evento. “Ele não conseguiu estar aqui a tempo, mas fez questão de telefonar”, conta o empresário aeroagrícola.

Comentários

comentários