3º Circuito Torres de Balonismo foi um sucesso

0
10442

Aconteceu neste final de semana, de 8 a 10 de dezembro, a terceira edição do Circuito Torres de Balonismo, um evento que envolve os pilotos associados na ATB – Associação Torrense de Balonismo – e que tem como objetivo o treinamento de seus pilotos para as competições oficiais que acontecem no país, como o tradicional Festival Internacional de Balonismo de Torres e o Campeonato Brasileiro de Balonismo. Foram três dias, cinco voos, onze tarefas e muita competitividade. Vamos contar tudo o que aconteceu nas próximas linhas.

Formatação do Circuito Torres de Balonismo

O 3º Circuito Torres de Balonismo começou a ser formatado no mês de agosto. Uma comissão, composta pelos pilotos Ricardo Lima, Murilo Hoffmann, João Vitor Justo e pelos associados Lasier França e Lucas Hoffmann  foi criada e essas pessoas trabalharam incansavelmente para que o evento fosse um tremendo sucesso. E foi isso que aconteceu. A partir de março de 2018 a equipe já começa a trabalhar na formatação do 4º Circuito Torres de Balonismo, um evento que veio para ficar e se consolidar.

Publicidade

Briefing geral na quinta, dia 7, deu início ao evento

Ocorreu no dia 7 de dezembro, nas dependências da Pinho Veículos, a reunião geral entre direção técnica e os 14 pilotos participantes do 3º Circuito Torres de Balonismo. A ocasião foi para esclarecer o regulamento, dúvidas e passar as informações pertinentes do evento aos balonistas, além de divulgar as premiações: 1000 reais para o campeão, 500 reais na prova da chave e diversos prêmios que foram doados pelo comércio local.

Sexta-feira, dia 8, a competição inicia pra valer

A previsão do tempo parecia que iria enganar a gente logo de cara no início do circuito. Todos os sites estavam prevendo um clima perfeito para a prática do balonismo, porém não foi isso que estava acontecendo logo cedinho. No briefing, às 5:45hs, na Arena Copa Torres do amigo Igor Beretta, duas tarefas foram passadas aos pilotos, porém um briefing suplementar foi solicitado para um pouco mais tarde no Parque do Balonismo para que pudéssemos observar se haveria alguma mudança na velocidade do vento para então autorizar o voo. A mudança aconteceu, e assim foi dado início ao 3° Circuito Torres de Balonismo.

Na parte da tarde nem foi preciso briefing complementar. Tempo excelente, decolagem da maioria dos balões nas areias da Praia da Cal, o que rendeu excelentes imagens para quem estava passando por lá, e mais duas provas. Terminávamos o dia com 100% de aproveitamento e com o catarinense Murilo Gonçalves na liderança.

Sábado, dia 9, sol e espetáculo no céu de Torres

O sábado foi especial demais. Deus nos abençoou com um dia maravilhoso, propício para a prática do balonismo. Mais duas tarefas foram lançadas aos pilotos e a decolagem foi de um local super tradicional na cidade: o campinho da igrejinha, no bairro Salinas. Aos poucos o balé do colorido dos balões foi começando a surgir no céu e encantar e emocionar a todos aqueles que amam esse esporte. Na competição, Murilo Gonçalves e Reni Pinho começavam a mostrar que o título iria ficar com um deles, pois estavam indo muito bem nas provas. Foram gigantes!

A tarde um vento um pouco mais forte soprava na capital brasileira do balonismo, mas que não chegou a impedir que o voo acontecesse. Mais duas tarefas, as de números 7 e 8 foram lançadas aos pilotos. A decolagem foi um espetáculo a parte, nas margens do Rio Mampituba. Um grande público foi se aglomerando na região para acompanhar o trabalho das equipes. Infelizmente nenhum balão conseguiu chegar nos alvos no parque do balonismo, mas fizeram um belo voo sobre a cidade.

Domingo, dia 10, um dia de muitas emoções

E chegamos ao último dia do 3º Circuito Torres de Balonismo. Aquele aperto no coração já vai batendo em clima de despedida dos balões. Pra encerrar o evento, três tarefas, totalizando onze ao todo. Ou seja, foram onze mil pontos em disputa em cinco voos competitivos. Murilo Gonçalves estava nervoso, pois era o líder e não podia errar, pois o segundo colocado, Reni Pinho, estava na “sua cola” em busca do título.

Uma das tarefas desta manhã foi especial por demais. A prova Fly in foi batizada de “Prova Antônio Pompermaier”, em homenagem ao saudoso “Seu Pompa”, pai do piloto Giovani Pompermaier que faleceu neste ano. Um troféu exclusivo para essa prova foi oferecido pelo Jair Rosa Ramos, de quem inclusive foi a ideia e que com certeza será permanente nas próximas edições do evento. Murilo Hoffmann, de Torres, venceu a prova e levou esse troféu histórico pra casa.

E por falar em histórico, Murilo Hoffmann viveu um dia inesquecível, tenho certeza. Além de vencer a prova em homenagem ao Seu Pompa, ele venceu também uma das provas mais competitivas do balonismo: a prova do mastro. Foi um voo perfeito, onde o piloto mostrou muita técnica, perícia e paciência. O resultado do seu esforço foi alcançar a chave no alto do mastro e sair pra comemorar com sua equipe. Foi emocionante.

Catarinense Murilo Gonçalves é o grande campeão do 3º Circuito Torres de Balonismo

Depois de cinco voos e onze tarefas, o catarinense de Balneário Gaivota, Murilo Gonçalves, pôde soltar o grito da garganta e comemorar o segundo título na sua jovem e promissora carreira de balonista. O piloto manteve uma boa regularidade em praticamente todas as tarefas, o que culminou com a conquista, mais que justa e merecida. Na segunda colocação ficou o torrense Reni Pinho, seguido por outro piloto de Torres, Giovani Pompermaier. Confira a seguir a classificação final do evento:

Prova fiesta caça a raposa fechou com chave de ouro o 3º Circuito Torres de Balonismo

Pra encerrar a festa com chave de ouro, uma prova fiesta Caça a Raposa aconteceu na tarde deste domingo, dia 10. Seis balões participaram da prova, com decolagem coletiva do Parque do Balonismo e pouso em um grande terreno no Parque de Itapeva. Fabio Lopes venceu a prova e ganhou um prêmio especial oferecido pelo Restaurante Régis. Reni Pinho ficou em segundo e ganhou um óculos, oferecido pelo Mercadão dos Óculos. Giovani Pompermaier ficou em terceiro e levou pra casa um kit de chimarrão oferecido pela Barão.

Comentários

comentários